EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Pesquisadores da Universidade de Ingeniería y Tecnología, no Peru, desenvolveram uma nova maneira de gerar luz para povoados de difícil acesso, onde ainda não existe energia elétrica. Chamada de “lâmpada planta”, a tecnologia usa as ‘geobactérias’, um tipo de bacteria que emite elétrons, para alimentar uma lâmpada de LED, iluminando o ambiente.

Como funciona?
Para o projeto, os pesquisadores construíram uma grada de metal para captar a energia gerada pelos microorganismos. A energia gerada é armazenada em uma bateria comum, que pode alimentar a lâmpada por até 2 horas diariamente. Os cientistas afirmam ainda que as novas lâmpadas são mais brilhantes e menos prejudiciais à saúde do qque os modelos de querosene, usados nesses casos.

publicidade

Por enquanto, 10 protótipos estão sendo testados por famílias de Nuevo Saposoa, aldeia que teve suas redes elétricas destruídas por fortes chuvas.

Via Engadget