Em 2005, quando o YouTube apareceu, ninguém podia imaginar que o site seria a máquina motivacional que tornaria os vídeos uma parte tão significativa da internet. Nem mesmo seus criadores, que, quando colocaram o serviço no ar, tinham uma ideia bem diferente sobre o que fazer com ele: na verdade, o YouTube era para ser um site de relacionamentos.

Quem fez a revelação foi o cofundador do serviço Steve Chen. Durante sua participação na SXSW, nessa segunda-feira, 14, ele contou que ele e os parceiros Chad Hurley e Jawed Karim imaginavam o YouTube como um lugar onde pessoas solteiras poderiam postar vídeos sobre si para arrumar um par.

publicidade

Cinco dias se passaram sem que ninguém tivesse publicado nada, então eles decidiram abrir a plataforma para que qualquer internauta postasse vídeos sobre qualquer coisa, segundo reporta a CNET.

A mudança, como se sabe, deu muito certo, tanto que o Google comprou a plataforma em 2006 por US$ 1,6 bilhão. Mas ainda há vestígios da época “Cupido” do YouTube, tanto que o nome do serviço foi registrado, mais de uma década atrás, num 14 de fevereiro – quando se comemora o Dia dos Namorados nos Estados Unidos.