EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A sabedoria internética popular sabe: quando alguma coisa cai na internet, para o bem ou para o mal, é praticamente impossível de tirá-la de lá. Axl Rose, vocalista da banda Guns n’ Roses (e agora fazendo bicos no AC/DC), resolveu peitar esta lei não-escrita da internet para tentar remover dela uma série bastante desfavorável de fotos suas tiradas em 2010, e que se tornou meme recentemente.

As fotos em questão mostram o cantor fora de forma, e começaram a pipocar em blogs e sites de humor com legendas normalmente fazendo alusão a comida e o ganho de peso. Axl Rose e sua equipe jurídica não parece satisfeita com a ideia.

publicidade

Blogspot e o GoogleUserContent começaram a receber ordens DMCA para remover as fotos em questão. Para referência, este tipo de solicitação é usado para remoção de conteúdo protegido por direitos autorais, que normalmente pertencem ao fotógrafo. No caso, esta pessoa é Boris Minkevich, que publicou as imagens no site Winnipeg Free Press.

Mas se as fotos foram tiradas por Minkevich, por que Axl Rose alega ter os direitos sobre ela para removê-la da internet? A questão é que sua equipe jurídica alega que os fotógrafos nos shows assinam um contrato que cedem os direitos da imagem ao cantor e seu staff. Minkevich, no entanto, não lembra se assinou algo do tipo há 6 anos.

O problema quando um assunto como esse ganha notoriedade, é que, mesmo que seja possível que alguns sites excluam o conteúdo conforme solicitado, vários usuários salvam as imagens para replicá-las, efetivamente fazendo com que elas se espalhem.

No Brasil, o caso mais notório de processo infrutífero de remoção de conteúdo foi o da atriz e apresentadora Daniela Cicarelli, que, em 2007, tirou do ar o YouTube por um dia por conta de um vídeo íntimo que circulava no site. O site até chegou a impedir a reprodução do vídeo (e pagar R$ 250 mil de indenização), mas ele ainda é facilmente encontrado com uma busca online (no próprio Google).

publicidade

Via TorrentFreak