EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Uber quer trabalhar com as montadoras, mas não construir um veículo em si, disse o CEO Travis Kalanick durante um evento. A declaração deixa em aberto a possibilidade de mais parcerias após o acordo com a Toyota.

Além da fabricante japonesa, o Uber também está em negociação com a Fiat, além de já ter participado de reuniões com a Daimler, empresa da Mercedes-Benz.

publicidade

“As montadoras já perceberam que, especialmente em uma área urbana, as pessoas não possuem um carro, mas eles precisam usar um às vezes”, explica Martyn Briggs, especialista em transporte da Frost & Sullivan. “Eles estão olhando para uma visão de longo prazo.”

Não é por acaso que os serviços de compartilhamento de carros estão crescendo. Desde o dia 1º de janeiro o aplicativo já atraiu em torno de US$ 9 bilhões em investimentos, incluindo US$ 3,5 bilhões da Arábia Saudita.

Uber também está olhando para o futuro, testando a tecnologia de condução autônoma e se unindo a grupos de defesa de normas de segurança para veículos de auto condução. Com veículos que dirigem sozinhos, a empresa deixar de lado motoristas humanos e reduzir ainda mais o tempo de inatividade dos carros e problemas de segurança.

Via Bloomberg

publicidade