EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Nessa quarta-feira, 29, o Facebook anunciou uma mudança importante no Feed de Notícias para favorecer posts de seus amigos e familiares no lugar de publicações de páginas. Mais do que isso, a empresa revelou também pela primeira vez alguns dos princípios que governam o que cada usuário vê neste espaço tão importante da rede, abrindo um pouco da caixa preta que é o algoritmo da empresa.

Os princípios não chegam a ser surpreendentes, mas o fato de a empresa discuti-los publicamente já significa alguma coisa.

publicidade

Amigos e parentes vêm na frente

Esta parece ser uma novidade recente, que deve atrapalhar a vida das páginas, mas tem o intuito de conectar o usuário às pessoas que mais importam para ele. O Facebook se baseia na interação entre os usuários para definir níveis de afinidade para entender quais pessoas devem receber destaque no seu feed.

Depois das novidades sobre seus amigos, o Facebook trabalha em duas frentes: entretenimento e informação. No primeiro caso, a rede social mostra imagens divertidas, vídeos e histórias virais; no segundo, as notícias mais novas, receitas, e posts de pessoas famosas. Estes dois fatores se devem se equilibrar para que o feed não fique nem fútil demais nem chato demais, e também se baseiam nos gostos do usuário.

 “Uma plataforma para todas as ideias”

publicidade

Nos Estados Unidos, onde a rede social tem um recurso de Trending Topics que destaca as histórias mais importantes do momento, a empresa foi acusada de favorecer publicações com um viés mais liberal no lugar de posts com orientação mais conservadora.

“Não estamos no negócio de escolher sobre quais assuntos as pessoas devem ler. Estamos no negócio de conectar pessoas e ideias, e combinar usuários com as histórias que eles considerem mais significativas”. Então, a empresa promete não barrar orientações políticas específicas, mas ainda entrega para leitores liberais assuntos mais liberais e para conservadores os posts conservadores.

“Comunicação autêntica”

Se a empresa realmente for capaz de aplicar esta proposta, será ótimo. A ideia por trás deste pilar do feed é favorecer as publicações genuínas e evitar a disseminação de posts com informações falsas, enganosas e sensacionalistas, além, claro, do que simplesmente é spam.

O usuário no controle

O Facebook diz que o usuário decide o que quer ver por meios subjetivos e objetivos. Ao dar like em uma página e em seus posts, comentar e compartilhar, o Facebook entende que você tem interesse naquele tipo de publicação e vai mostrar mais assuntos similares. O contrário também vale; quando você decide esconder um post, a rede social entende que você quer ver menos daquilo

Ao mesmo tempo, existem ações mais diretas para controlar o Feed. Para parar totalmente de receber posts de uma pessoa ou página, é possível deixar de segui-la. Se, ao contrário, você quiser favorecer alguém no seu feed, basta colocar a pessoa ou a página na sua lista de “Ver Primeiro”.

“Mudanças constantes”

O Facebook diz que seu trabalho com o Feed de Notícias está longe de acabar (“menos de 1%”, diz a empresa), então a empresa está sempre experimentando coisas novas e avaliando a resposta dos usuários.