EnglishPortugueseSpanish

O governo dos Estados Unidos anunciou hoje o lançamento da Advanced Wireless Research Iniciative (AWRI, iniciativa de pesquisa avançada em redes sem fio). O programa receberá ao longo dos próximos sete anos um investimento total de US$ 400 milhões.

Segundo a Casa Branca, a iniciativa tem a finalidade de “conquistar a próxima geração de tecnologia móvel”. Para isso, os investimentos serão focados em pesquisas referentes à tecnologia 5G e à criação de redes sem fio até 100 vezes mais rápidas que as tecnologias 4G e LTE usadas atualmente. 

publicidade

Ainda segundo a administração, a AWRI é resultado direto de um conjunto de diretrizes para o desenvolvimento de redes móveis aprovado ontem pela FCC (Federal Communications Commission, agência reguladora de telecomunicações dos EUA). Dentre as diretrizes aprovadas estão um plano para liberar o espectro de ondas milimétricas de alta frequência para uso licenciado e não licenciado.

Esse espectro, de acordo com a AWRI, pode ser combinado aos espectros de ondas já usados para gerar redes de maior qualidade. Dentre as vantagens dessa nova tecnologia estariam velocidades mais altas, tempos de resposta menores (menor latência) e maior capacidade em futuras redes sem fio, de acordo com o TechCrunch.

Trabalho em equipe

Com o investimento recebido, o governo espera que a AWRI “possibilite o desenvolvimento e o uso de quatro plataformas de testes em escala de cidade para pesquisa avançada em redes sem fio ao longo da próxima década”. Essas novas tecnologias devem possibilitar, segundo o governo, que um filme em HD seja baixado em 5 segundos, que carros autônomos se comuniquem com mais eficiência e que conteúdo em realidade virtual seja transmitido mesmo em conexões móveis.

publicidade

Segundo o Engadget, diversas empresas participarão dos esforços junto com os órgãos governamentais. Dentre elas estão Intel, Samsung, Oracle, Nokia, HTC e Qualcomm, além das operadoras de telecomunicações norteamericanas Verizon, T-Mobile, Sprint e AT&T.