Mais uma produção original que promete abalar o mundo da TV está em desenvolvimento pela Netflix. Trata-se de um filme sobre o escândalo fiscal revelado no caso Panama Papers. Ele ainda não tem data para estrear.

A produção será baseada no livro “The Panama Papers”, de Frederik e Bastian Obermayer, jornalistas do jornal alemão “Süddeutsche Zeitung” que receberam as denúncias e os documentos de uma fonte anônima. Ao todo foram mais de 11 milhões de registros vazados do escritório de advocacia panamenho Mossack Fonseca.

publicidade

Dessa forma, a expectativa é de que o longa-metragem conte detalhes sobre a cobertura jornalística de um dos casos mais importantes dos últimos anos. Na ocasião, os jornalistas receberam documentos que denunciavam informações privadas sobre empresas offshore abertas em paraísos fiscais por políticos, empresários e até celebridades, como artistas e atletas.

Ainda não há informações acerca do elenco ou de quem será o diretor responsável pela produção. Contudo, haverá a colaboração de Gerard Ryle e Marina Walker, investigadores do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) que encabeçou a investigação.

Já entre celebridades internacionais envolvidas no escândalo destacam-se nomes como o jogador de futebol argentino Lionel Messi, os presidentes da Argentina e da Rússia, Maurício Macri e Vladimir Putin, o ex-presidente da UEFA Michel Platini – investigado em casos de corrupção –, e até o ator honconguês Jackie Chan.

Reprodução

Vale dizer que alguns brasileiros estavam na lista de pessoas suspeitas de estarem usufruindo dos benefícios dos paraísos fiscais. Tais como empresários da Ambev, do Grupo Telles (antigo dono da Ypióca) e do Grupo Petrópolis. É importante lembrar que o uso dessas estruturas é permitido pela lei brasileira, desde que os bens sejam declarados à Receita Federal e tributados corretamente.

Via Folha de S.Paulo