Surgiram hoje novos indícios de que a Apple pode acabar com um dos maiores problemas do iPhone em sua próxima edição. Uma imagem vazada sugere que o iPhone 7 terá opções com 32GB, 128GB e 256GB de armazenamento. A versão de 16GB deverá deixar de existir, conforme outros rumores já apontavam.

A informação vem de uma imagem vazada encontrada pela primeira vez pelo Cult of Mac. A imagem mostra uma lista de componentes na qual aparecem chips NAND de armazenamento com tamanhos de 32GB, 128GB e 256GB – esses últimos seriam fornecidos pela fabricante japonesa Toshiba. Alista de componentes pode ser vista abaixo:

publicidade

Embora a Apple ainda não tenha confirmado o aumento do espaço de armazenamento dos iPhones, os rumores fazem sentido. Donos de iPhones de 16GB sofriam constantemente com falta de espaço nos dispositivos, uma situação que o Google chegou até mesmo a ridicularizar para ajudar a promover o seu aplicativo Google Photos.

Por outro lado, o aumento no espaço de armazenamento dos iPhones pode vir acompanhado de um aumento de preço. Redução de custo era um dos possíveis motivos para que a Apple vendesse iPhones de 16GB mesmo quando eram tão inconvenientes para os usuários. Com a mudança, é possível que essa opção mais em conta dos aparelhos desapareça. 

O aumento de espaço também faz sentido na comparação com outras fabricantes. A Samsung, por exemplo, lançou o Galaxy Note 7 com espaço para cartão microSD de até 256GB – além de 64GB de armazenamento interno.