Kim Dotcom, um dos fundadores do Megaupload, poderá transmitir pelo YouTube o seu julgamento de extradição, que acontece na Nova Zelândia. No início da semana, o alemão solicitou que a audiência, que acontece amanhã, fosse transmitida em tempo real, porque seu caso era de “interesse público”.

Apesar de autoridades dos Estados Unidos terem tentado bloquear a solicitação, indicando que ele a transmissão poderia revelar informações sensíveis dos jurados, o juiz neozelandês aceitou o pedido.

publicidade

O processo será transmitido com um atraso de 20 minutos, o que permitirá que o tribunal remova provas e dados que julgar necessários. “É muito importante que o mundo inteiro comece a ver a sala do tribunal. A Internet não é controlada por qualquer nação, então pensamos a própria solução viria a partir da Internet”, explica o advogado de Dotcom.

Via Engadget