EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A vida na Terra pode ser mais antiga do que imaginávamos. Geólogos descobriram possíveis evidências de vida em rochas que possuem mais de 3,7 bilhões de anos. Os fósseis foram descobertos há quatro anos, mas a notícia foi mantida em segredo enquanto os pesquisadores investigavam se os fósseis eram realmente os mais antigos já encontrados.

Descoberto na costa sudoeste da Groenlândia, o que está alojado nas rochas metamórficas são estromatólitos, microorganismos de água rasa. O fato de serem rochas metamórficas, isto é, formadas a partir de outras rochas sujeitas a condições elevadas de temperatura e pressão, pode dificultar as pesquisas.
Segundo o Dr. Allen Nutman, um dos geólogos responsáveis pela descoberta, a possibilidade de encontrar fósseis mais antigos do que estes é improvável.

publicidade

Os estromatólitos descobertos tem entre um e quatro centímetros de largura e um formato semelhante ao de um tubarão. “Isso indica que a Terra não era mais um inferno há 3,7 bilhões de anos. Era um lugar onde a vida podia florescer”, explica Nutman.

Via Engadget