Não é só o Brasil que enfrenta a polêmica da limitação da internet banda larga fixa. Nos Estados Unidos essa prática também é cogitada e fez que a Netflix, uma das empresas que seria mais afetada pela limitação dos dados, se manifestar em relação ao assunto.

Ao que afirmou ao FCC, o órgão que regula as comunicações nos EUA (como a Anatel faz no Brasil), se houvesse limite para a internet fixa, ele deveria ser de no mínimo 300 GB por mês. E essa quantidade seriada usada apenas para as transmissões televisivas pela internet, sem contar com os downloads e dados gastos na navegação.

publicidade

Para efeito de comparação, os planos que haviam sido sugeridos pela Vivo, quando a polêmica foi lançada no Brasil no semestre passado, forneciam limites que variavam entre 10 GB e 130 GB por mês. Ou seja, muito abaixo do defendido pela Netflix nos EUA.

Vale destacar que a transmissão de conteúdo em HD por streaming gasta 10 GB do plano de dados contratado por algo em torno de 3,5 horas. Em Ultra HD, a quantidade de dados consumida gira em torno de 24 GB no mesmo intervalo de tempo.

Via ARS Technica