Quando a Apple apresentou pela primeira vez o iPhone 7 sem entrada P2 para fones de ouvido tradicionais, sobraram críticas à empresa. Especialmente por conta do par de fones sem fio anunciados no mesmo dia, os AirPods.

O design minimalista dos fones fez com que muitos usuários questionassem sua durabilidade. Afinal, custando US$ 159 nos EUA e absurdos R$ 1.259 no Brasil, o risco de perder o pequeno par de acessórios parece maior e mais doloroso do que o de perder fones comuns.

publicidade

Tim Cook, presidente da Apple, explicou em uma entrevista divulgada esta semana como essa dinâmica funciona. De acordo com ele, é justamente a ausência de fios o que impede os AirPods de sumirem do seu ouvido. “Os fios tendem a ajudar os fones tradicionais a cair, porque eles acrescentam um peso extra”, disse o executivo.

Cook afirmou ainda que tem usado os AirPods em diversas atividades, incluindo na academia, e que nunca perdeu qualquer um dos fones. A imprensa internacional parece concordar com o executivo: entre os primeiros reviews do iPhone 7 e dos AirPods, nenhum disse que os fones caem ou somem com facilidade.

Os consumidores realmente devem torcer para que isso seja verdade. Até porque, de acordo com a Apple, quem tiver seus fones perdidos ou roubados vai ter que comprar outros, como acontece com todos os produtos da empresa. Caso o usuário perca apenas um dos fones, ele poderá comprar somente um fone nas lojas, se quiser.

Via Mashable