EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Apple anunciou recentemente os iPhones 7 e 7 Plus, seus novos smartphones. Como de costume, os novos iPhones são extremamente sofisticados, elegantes e caros. Por conta desse último fator, embora tenham muitos recursos interessantes, acabam ficando muito distantes da realidade da grande maioria dos consumidores.

Do outro lado do espectro está o Galaxy J3 da Samsung, um dispositivo com configurações bem mais modestas que o Olhar Digital recebeu para testes. Ele tem sobre os novos iPhones, porém, uma vantagem expressiva: ele se enquadra no horizonte de possibilidades de compras de um número muito maior de brasileiros.

publicidade

Essa, contudo, não é a única vantagem que o J3 tem sobre os novos iPhones. Conforme é possível perceber com o uso, o aparelho da Samsung tem algumas características que faltam no iPhone 7 Plus e que podem até mesmo colocá-lo como opção preferível de compra para alguns consumidores. Já podemos adiantar algumas delas mesmo antes de fazer um review mais completo do aparelho

Vale notar que não é objetivo dessa nota diminuir o iPhone 7 Plus ou “endeusar” o Galaxy J3: são aparelhos completamente diferentes, com públicos-alvo completamente diferentes. O interesse, aqui, é ressaltar algumas características do smartphone mais simples da Samsung que, surpreendentemente, estão ausentes em um modelo que custa mais que 5 vezes seu preço. Confira:

Reprodução

Permite o uso de fones de ouvido normais

publicidade

Se você estiver preso numa ilha deserta com um Galaxy J3 e um fone de ouvido tradicional, você consegue ouvir música; se o dispositivo for um iPhone 7 Plus, porém, você terá que esperar em silêncio até que um barco venha te resgatar. Isso porque o iPhone 7 Plus não tem a saída P2 normalmente usada para fones de ouvido, apenas a porta Lightning. É verdade que ele vem com um adaptador Lightning/P2 na caixa, mas esse cabinho extra pode facilmente ser perdido. O iPhone 7 Plus vem também com fones de ouvido Lightning na caixa, mas se você não gostar do som deles, vai ter que usar o adaptador. E se você tiver perdido o adaptador, vai ter que ficar no silêncio até juntar dinheiro para pagar preço-Apple por outro cabinho.

Possibilita ouvir rádio

Ainda no exemplo da ilha deserta: suponha que você esteja largado na ilha com apenas um dos smartphones, cada um deles com fones compatíveis, mas sem nenhuma música ou conexão móvel. Nesse caso, se o seu smartphone fosse o J3, você ainda poderia ouvir rádio; se fosse o iPhone 7 Plus, não. Aliás, se você tem algum programa de rádio favorito, que você faz questão de ouvir, o iPhone 7 Plus está fora da sua lista de possíveis smartphones, já que ele não tem rádio. O J3, por sua vez, consegue sintonizar todo o espectro disponível no Brasil. Se você estiver cansado das músicas que tem gravadas no aparelho e quiser ouvir rádio, ou estiver sem 3G e sem músicas gravadas, o iPhone 7 Plus te deixa na mão; o Galaxy J3 não.

Reprodução

Baixa aplicativos de fora da loja oficial

Smartphones com sistema operacional Android podem baixar aplicativos da Play Store, do Google. iPhones, por sua vez, baixam aplicativos da App Store, da Apple. Além das lojas serem diferentes, há outra diferença: caso o usuário do Android, queira instalar aplicativos de outras fontes, ele pode ir nas configurações do aparelho e marcar essa opção. Usuários do iOS, por sua vez, praticamente não tem como fazer isso. A única opção é o jailbreak, um processo arriscado e nem sempre possível.

O Galaxy J3, por ser Android, pode instalar aplicativos que venham de outras fontes além de sua loja oficial. O iPhone 7 Plus, por sua vez, está preso à App Store por toda sua vida útil. Fãs da Apple podem argumentar que instalar aplicativos de fora da loja oficial pode ser perigoso; de fato, é necessário ficar mais atento. Por outro lado, isso permite, por exemplo, o acesso à loja de aplicativos da Amazon, que frequentemente disponibiliza, sem custo, jogos e aplicativos que são pagos nas demais lojas.

Tem espaço para dois chips

É verdade que, se a pessoa tem dinheiro suficiente para comprar um iPhone 7 Plus, ela não deve precisar economizar na conta de telefone. Ainda assim, economizar sempre é bom. E se você tem dois chips de operadoras diferentes, o Galaxy J3 tem espaço para os dois. O iPhone 7 Plus, por sua vez, só tem um espaço para cartão nanoSIM. Se sua família está dividida entre duas operadoras diferentes, você pode usar o Galaxy J3 e seus dois espaços para chip para falar de graça com todo mundo. Mas se você quiser gastar mais e comprar um iPhone 7 Plus, esteja preparado para gastar mais com a conta de celular também.

Reprodução

Remove a bateria

Uma característica que deixa o Galaxy J3 a frente do iPhone 7 Plus, do Galaxy S7 Edge, do Moto Z Force e de praticamente qualquer top de linha do mercado: sua bateria pode ser removida. Basta remover a tampinha traseira e pronto. Pode parecer uma vantagem trivial, mas não é: se o Galaxy J3 travar, basta abrir a tampa, tirar a bateria, colocá-la de novo, reiniciar o aparelho e pronto. E se o iPhone 7 Plus travar, o que você faz? Além disso, se a duração da bateria do Galaxy J3 não for suficiente para o seu padrão de uso, você pode comprar outra e andar com ela na bolsa. Com o iPhone 7 Plus, você fica dependente de baterias externas e de carregadores.

Aumenta sua memória com cartão microSD

Após muitos anos lançando dispositivos com apenas 16GB de memória – metade dos quais eram engolidos pelo sistema operacional  – a Apple finalmente aumentou o espaço mínimo de armazenamento dos iPhones para 32GB. Mesmo com essa medida, no entanto, os iPhones ainda ficam atrás do Galaxy J3 em um recurso: cartões microSD. Embora o J3 tenha apenas 8GB de memória, ele aceita cartões microSD de até 128GB. Com dois deles (um dos quais você pode levar no bolso, ou guardado junto da capinha do dispositivo, que sai), você vai ter mais memória no seu J3 do que qualquer iPhone do mundo.

Pode ser comprado por menos de um salário mínimo

Em 2016, o salário mínimo no Brasil é de R$ 880 por mês. Esse valor é ligeiramente inferior ao preço do Galaxy J3 no site oficial da Samsung, mas em outros sites, ele pode ser achado tranquilamente por valores de cerca de R$ 630. Um trabalhador que ganhe salário mínimo e trabalhe 20 dias por mês consegue comprar um Galaxy J3 com 14,3 dias de seu trabalho.

Supondo que o iPhone 7 Plus chegue ao Brasil pelos mesmos preços que o iPhones 6s Plus – o que é muito pouco provável – ele custará a partir de R$ 3600. O mesmo trabalhador do parágrafo anterior precisaria de 82 dias úteis (quatro meses e dois dias) para pagar pelo dispositivo. Ou, com esse mesmo tempo de trabalho, ele poderia comprar Galaxys J3 para si mesmo e para quatro outros membros de sua família – e ainda sobraria dinheiro.