EnglishPortugueseSpanish
publicidade

No início de setembro, falhas técnicas causaram a explosão do foguete Falcon 9 durante teste do motor. Porém, a SpaceX acredita que o seu projeto tenha sido sabotado pela rival United Launch Alliance (ULA).

O consórcio de foguetes ULA tem um edifício há cerca de 1,5 km da base de lançamento onde aconteceu a explosão. Funcionários da SpaceX afirmam ter visto um vulto e um brilho vindo da cobertura do prédio nas gravações do momento da explosão.

publicidade

Por conta disso, um representante da empresa pediu para verificar a cobertura da ULA. No entanto, os funcionários da concorrente não permitiram e investigadores da Força Aérea precisaram inspecionar o local. À princípio, não foi encontrada qualquer ligação com a explosão.

Elon Musk, fundador e executivo-chefe SpaceX, já desconfiava de que a explosão poderia ter sido resultado de uma sabotagem. Ele pediu para que todos que tivesses filmado ou tirado fotos do incidente enviassem para a empresa analisar. Ele também questionou um barulho que soou alguns segundos antes da explosão.

Via The Washington Post

publicidade