EnglishPortugueseSpanish

A Sharp decidiu chutar o pau da barraca e apresentar o seu novo protótipo de monitor durante a CEATEC, uma feira de tecnologia japonesa. O modelo tem 27 polegadas, resolução 8k (7680×4320), possuindo quatro vezes mais pixels do que um monitor 4K comum.

Por ser um protótipo, não há preocupações em torna-lo comercialmente viável até o momento. Isso explica porque ele é absurdamente espesso, mais ou menos com o tamanho de um livro reunindo os três capítulos da saga do Senhor dos Anéis.

publicidade

Fora isso, o monitor em questão utiliza IGZO, um semicondutor novo, que consiste em uma liga de índio, gálio, zinco e oxigênio, usado no lugar do silício. Sua vantagem é que a mobilidade de elétrons é até 50 vezes mais alta, permitindo transistores menores. Isso resulta em menor consumo de energia e maior densidade de pixels.

Na prática, o monitor possui uma densidade de 326 pixels por polegada, o que pode não parecer muito na comparação com celulares (alguns chegam a 800 pixels por polegada), mas é assombroso para o mercado de monitores. Além disso, ele conta com brilho de 1 mil nits e capacidade HDR com uma taxa de atualização de 120Hz.

A Sharp ainda não coloca um preço no monitor, que, novamente, é um protótipo que não deve aparecer no mercado tão cedo pelo custo proibitivo e os altos requisitos de hardware para que um computador possa tirar vantagem de uma resolução 8K, além do fato de que o display em questão precisa de múltiplos inputs para manter os altos requisitos de largura de banda necessários. 

Via Digital Trends

publicidade