BMW e Toyota, apesar de concorrentes no setor autobilístico, estão investindo em parceria em uma empresa chamada Nauto, que desenvolve sistemas de condução automática, para alavancar e popularizar a tecnologia e desenvolver carros com a funcionalidade. Na prática, isso significa que as empresas vão compartilhar informações de segurança umas com as outras através da plataforma.

A Nauto vem recolhendo dados de acidentes de carros dirigidos por motoristas reais através de frotas comerciais e agora montadoras. As empresas equipam seus veículos com dispositivos da Nauto – pequenas câmeras que ficam coladas atrás do retrovisor e mostram o motorista e o exterior, além de sensores como o acelerômetro – que captam informações sobre a condução e possíveis acidentes.

publicidade

Para o futuro, a ideia é integrar o software aos veículos no momento da fabricação. As informações são utilizadas para desenvolver sistemas de direção autônoma mais inteligentes. A parceria com a Toyota e a BMW vai, justamente, oferecer essas informações, além de captar outros dados.

“Os carros que dirigem sozinhos têm de ser capazes de responder a diversas situações. Nós podemos simular um monte delas, mas quanto mais experiência pudermos ter, melhor. Se pudermos agregar a experiência de todos os motoristas da frota da Nauto, conseguiremos lidar com situações que poderíamos não ter previsto e também validar o que já prevíamos”, explica Jim Adler, diretor de dados e desenvolvimento de negócios da Toyota.

“Uma das nossas parceiras fez as contas e descobriu que para conseguirmos este nível de dados de segurança em um único veículo levaria 12 anos. Com a Nauto, vamos chegar lá em 2 anos”, explica Stefan Heck, cofundador da Nauto.

Via Recode