EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Galaxy S8 ainda deve demorar algum tempo para sair. Mesmo assim, ele já é o telefone mais aguardado do mercado. O fiasco dos Galaxy Note 7 explosivos fizeram com que o próximo flagship da Samsung herdasse uma grande responsabilidade: apagar da memória dos consumidores os problemas de superaquecimento do modelo premium que teve suas vendas encerradas.

Mesmo que os dois telefones pertençam a categorias diferentes, uma vez que o Note 7 está mais para um “phablet”, ambos são os principais aparelhos da sul-coreana. Com um deles tendo um desempenho abaixo do previsto nas vendas, a empresa teme que suas concorrentes conquistem cada vez mais o mercado. 

publicidade

Isso por que o smartphone explosivo fez com que as ações da rival Apple batessem recorde em 2016. O lançamento do Pixel, aparelho top de linha do Google, e de modelos da LG e da Sony, empresas que correm por fora na disputa, também pressionam a Samsung que enxerga no S8 cada vez mais a luz no fim do túnel.

Vale lembrar ainda que o Galaxy Note 7 pode custar mais de US$ 17 bilhões aos cofres da companhia.

Outra razão que leva a crítica especializada a acreditar nisso é o fato de que o S7 e o S7 Edge tiveram bom desempenho em testes realizados pela crítica especializada. O modelo é considerado um dos principais smartphones da atualidade.

Até o momento ainda não se sabe muito sobre o futuro celular da Samsung. A expectativa é que o aparelho chegue ao mercado antes do previsto como uma estratégia de vendas de emergência. Outra novidade seria a ausência do botão Home, característico do modelo, na próxima edição. Isso tudo, entretanto, não passa de boato e nada foi confirmado pela Samsung até o momento.

publicidade