EnglishPortugueseSpanish

O ministro de Justiça da Alemanha, Heiko Maas, acusa as redes sociais Facebook, Twitter e YouTube de não ajudarem no combate contra o racismo e promete tomar medidas legais no ano que vem caso as empresas não passem a cooperar.

Segundo o ministro, o número de mensagens de ódio ou racistas pelas companhias 24 horas após denúncias de usuários é “muito baixo”, sendo que o índice de remoção não passa de 50%.

publicidade

No ano passado, em um encontro com a Associação da Imprensa Estrangeira na Alemanha, o Google, Twitter e Facebook se comprometeram a implementar mecanismos simples para processar denúncias de comentários xenófobos e racistas.

Dados do Ministério da Justiça do país mostram que o Facebook apagou 46% das mensagens puníveis denunciadas pelos usuários, o YouTube, 10%, e o Twitter, apenas 1%.

Via RPP Noticias