EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Depois do Snapchat, a próxima vítima da “máquina de copiar recursos” do Facebook pode ser o Prisma, app que transforma fotos e vídeos do usuário em pinturas inspiradas em artistas plásticos. A própria empresa confirmou os primeiros testes com a novidade em um anúncio oficial.

Mike Schroepfer, chefe de TI do Facebook, disse em um post no blog oficial da empresa que o app da rede social pode ganhar um novo recurso para aplicar filtros de obras de arte em mídia usando “redes neurais altamente eficientes”. A empresa chama o seu sistema provisoriamente de “Caffe2Go”.

publicidade

Isso é basicamente o mesmo que o Prisma já faz, tanto no iOS quanto no Android (nessa plataforma, porém, vídeos ainda não são suportados). A estratégia do Facebook parece clara: trazer para o próprio app todos os recursos que fazem os usuários abrir um app diferente.

No fim das contas, o Facebook parece querer que o usuário fique preso ao seu ecossistema e não saia por nada, circulando entre a rede social, Instagram e WhatsApp. Não está claro, porém, quando essa cópia do Prisma chegará ao app da empresa.