EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O governo dos Estados Unidos responsabilizou Vladimir Putin, presidente da Rússia, pelos ciberataques que interferiram nas eleições presidenciais americanas que aconteceram no mês passado. A declaração foi feita na última quinta-feira, 15, pela Casa Branca, que prometeu retaliações, aumentando as tensões entre as duas maiores potências atômicas do mundo.

“Não acho que essas coisas ocorram sem que Vladimir Putin saiba. Em última instância, Vladimir Putin é responsável pelas ações do governo russo”, afirmou Ben Rhodes, principal conselheiro do presidente Barack Obama.

publicidade

Na semana passada, a CIA, central de inteligência dos EUA, encerrou um relatório secreto afirmando que a Rússia interveio na campanha eleitoral do país com o objetivo de ajudar Donald Trump a se eleger. A rede NBC noticiou que funcionários da inteligência americana concluíram que Putin se envolveu pessoalmente para se vingar de Hillary Clinton.

Obama também comentou o assunto, afirmando que vai reprimir os ataques russos. “Não há dúvidas de que quando um governo estrangeiro tenta violar a integridade das nossas eleições, é preciso adotar ações. Vamos fazer isto, no lugar e momento adequados. Algumas ações poderão ser explícitas e anunciadas e outras, não”, declarou o governante.

Donald Trump, presidente eleito dos Estados Unidos, insinuou que a Casa Branca tem intenções partidárias ao levantar a questão. “Se a Rússia ou outra entidade realizavam ataques informáticos, por que a Casa Branca esperou tanto tempo para reagir?”, questionou, pelo Twitter.

O governo russo, por sua vez, afirmou que “os absurdos não se baseiam em nenhum fundamento” e que o governo americano “precisa parar de falar sobre isso ou finalmente apresentar algum tipo de prova. Caso contrário, isso parece extremamente indecente”.

publicidade