No ano passado, a indústria de direitos autorais dos Estados Unidos anunciou uma tecnologia que identificava downloads piratas e enviava aos usuários alguns avisos indicando a violação e orientando sobre as medidas punitivas para o crime. Apesar de a “medida educativa” ser apontada como uma possível solução para a redução do problema, o efeito não foi o esperado.

De acordo com a MPAA, entidade que defende os principais estúdios de cinema dos Estados Unidos, o sistema não consegue lidar com o grande número de infratores reincidentes, o que não traz nenhum resultado concreto. Por esse motivo, os avisos não serão mais enviados.

publicidade

No passado, durante o anúncio do chamado “Copyright Alert System”, a organização explicou que acreditava que a maior parte dos usuários não percebia que estava violando direitos autorais, mas a experiência mostrou que muita gente não mudou seus hábitos ao receber os avisos. Outro problema enfrentado pelo sistema é o fato de ele não conseguir identificar, por exemplo, downloads realizados em sites como o YouTube.

Via Engadget