É um fato da vida: mais poder computacional, em geral, é bom para todo mundo. No entanto, no mundo corporativo, a computação de alto desempenho não é só um desejo, mas uma necessidade. Elas reduzem o tempo de tarefas críticas para o desenvolvimento das atividades de uma empresa, proporcionando vantagens importantíssimas para alavancar negócios.

Os benefícios de adotar uma solução de alto desempenho, conhecida também pela sigla em inglês HPC (High-performance computing), são grandes, incluindo a redução sensível de custos. Normalmente, antes da implantação de uma tecnologia deste tipo, as empresas enfrentam problemas como especialistas que gastam tempo e esforço em tarefas secundárias em vez de direcionar recursos para o que realmente importa.

Ao optar por uma plataforma de HPC, a empresa ganha em capacidade de gerenciamento de cargas de trabalho robustas, permitindo mais rapidez na obtenção de resultados, mais facilidade de uso com interfaces para gerenciamento e integração de aplicativos e melhor planejamento para melhorar o desempenho de suas aplicações.

O fato é que várias áreas de atuação se beneficiam de uma plataforma de computação de alto desempenho. A análise de dados, claro, é uma delas. Em um mundo onde cada vez mais informação desestruturada é produzida, a capacidade de compreendê-las tem se tornado um diferencial no mercado; e para processar este grande volume de dados, também é necessário poder computacional.

publicidade

As aplicações são variadas, fornecendo os recursos para computação técnica, analítica, e para ambientes de big data, permitindo transformar completamente uma infraestrutura com alto desempenho que consegue utilizar servidores em até 100% para obter melhores resultados em menor tempo.

Tecnologias de armazenamento também se beneficiam do HPC, oferecendo ferramentas de gerenciamento que permitem altas taxas de transferência e desempenho, permitindo lidar de forma mais eficaz com grandes volumes de dados, oferecendo alta disponibilidade.

Obviamente, as aplicações não param por aí. Qualquer atividade que dependa de processamento de grandes volumes de informações pode se beneficiar. Bons exemplos são o setor de genômica, para facilitar o sequenciamento genético de seres vivos; financeiro, para obter vantagens em transações de todos os tipos; química computacional, que usa princípios da ciência da computação para resolver problemas químicos; e até mesmo exploração de petróleo e gás natural.

O fato é que qualquer negócio pode ser melhorado com maior poder de processamento, e a solução correta para a implementação da tecnologia pode ser a diferença entre desperdício de tempo e recursos e vantagens de mercado.