EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Uber está enfrentando o boicote de usuários novamente. Desta vez, usuários estão deixando o aplicativo em apoio a Susan Fowler Rigetti, ex-funcionária que acusa a empresa de omissão sobre casos de assédio sexual. Para evitar perder mais clientes, a Uber tem enviado um comunicado a quem deseja encerrar sua conta no serviço.

“Todos na Uber ficaram muito tristes ao ler o post de Susan Fowler em seu blog. O que ela descreve é repugnante e contra tudo o que a Uber defende e acredita”, declara a mensagem. “Acreditamos que criar um ambiente de trabalho com senso profundo de justiça sustenta todo o trabalho que fazemos e é nossa prioridade realizar mudanças nos próximos meses e anos.”

A empresa explica que está trabalhando com advogados para investigar as acusações e se coloca à disposição dos clientes.

publicidade

A mensagem, segundo um porta-voz da Uber, está sendo enviada apenas para clientes que desejam excluir suas contas especificamente por conta das acusações de assédio. Ele garante ainda que o número de usuários que decidiram encerrar o serviço é baixo.

Via Mashable