EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Uber está passando por maus bocados. Além de problemas com os usuários, a empresa enfrenta o descontentamento de motoristas, que lutam para serem reconhecidos como funcionários e, assim, receber benefícios de acordo com seus direitos.

Em Seattle, nos Estados Unidos, onde os motoristas estão se organizando para formar um sindicato, o aplicativo trabalha para convencê-los a não fazer isso. Como parte da estratégia, a Uber está obrigando os profissionais a ouvirem podcasts sobre direitos de voto, negociação coletiva e outros temas relacionados. A empresa também envia uma série de mensagens de texto com convites para reuniões.

publicidade

Antes de começar a trabalhar, é preciso ouvir a programação. Caso contrário, não é possível aceitar passageiros. Nos áudios, a companhia explica que os motoristas devem evitar a sindicalização e ressalta que eles perderão a liberdade e a flexibilidade de trabalho, já que não terão o direito de aceitar corridas somente quando desejarem.

Os representantes do sindicato afirmam, no entanto, que não querem negociar horários fixos.

Via The Next Web

publicidade