EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Galaxy S8 será apresentado ao mundo nesta quarta-feira, 29, em evento marcado para o meio-dia do horário de Brasília. O celular seguinte ao desastre do Galaxy Note 7 tem a responsabilidade de limpar os danos feitos à marca pelas baterias defeituosas que faziam o smartphone entrar em combustão.

A essa altura, não restam muitas surpresas sobre o que o Galaxy S8 será. O aparelho já vazou inúmeras vezes na internet, e os detalhes são conhecidos há muito tempo pela imprensa especializada.

publicidade

A primeira coisa que vai ficar evidente com o S8 é a tela. A Samsung deve manter a proposta de lançar dois aparelhos diferentes, mas abandonando a distinção que existiu em 2016, com o S7 puro e o S7 Edge, com a tela curva. Neste ano, a diferença será apenas em tamanho: o Galaxy S8 terá tela de 5,8 polegadas e o S8+ terá um painel de 6,2 polegadas.

Reprodução

Parecem celulares enormes, certo? Nem tanto. Os aparelhos devem seguir a estética também adotada pelo LG G6, com um painel frontal com uma proporção pouco usual, mais “esticada” verticalmente, minimizando ao máximo as bordas ao redor da tela. O display deve ter resolução máxima de 2960×1440, com a peculiar proporção 37:18.

Por ser um celular muito vertical, portanto, o usuário não deve sentir tanto o aumento no tamanho de tela no manuseio do celular.

publicidade

Por dentro, o Galaxy S8 pode ser o smartphone mais rápido do mercado, embora seja difícil saber qual versão do celular chegará ao Brasil. A Samsung deve lançar versões com Snapdragon 835 (o mais recente top de linha da Qualcomm) ou o Exynos 8895, da própria Samsung. Os dois processadores são fabricados em processo de dez nanômetros. Ambos estão entre o que há de mais poderoso no momento, e os testes de desempenho do AnTuTu que vazaram até então indicam que o aparelho será realmente muito rápido.

Chegou a ser especulado que o S8 traria duas câmeras traseiras, como o iPhone 7 Plus, mas esse rumor não deverá ser concretizado. As imagens vazadas deixam claro que a Samsung manterá o set-up de apenas uma lente e deve investir em melhorar a capacidade do sensor para avançar a já ótima câmera do S7.

Reprodução

Na parte traseira, além da câmera, a empresa também deve posicionar o leitor de impressão digital logo ao lado da lente. Pelos vazamentos, a impressão que passa é que a localização do sensor deve ser pouco confortável para o uso, mas esse tipo de sensação só pode ser confirmada ou desmentida quando tivermos o celular em mãos.

É importante explicar também o motivo pelo qual o sensor saiu da frente do aparelho para ir para trás. Como a Samsung fez um trabalho para diminuir ao máximo as bordas do celular, o botão Home convencional foi abandonado, pois não havia mais espaço para ele na parte frontal do smartphone. Por isso, o S8 abandonará a tecla física que foi símbolo dos celulares Galaxy ao longo dos anos e adotará os botões na tela, tão populares entre fabricantes Android.

Por fim, uma das grandes apostas da Samsung em 2017 é um novo assistente digital, aos moldes de Siri, Cortana e o Google Assistente. A empresa integrará o S8 ao Bixby, criado pelas mesmas pessoas que desenvolveram a Siri para a Apple. O serviço será integrado ao celular para que o usuário possa utilizar várias funções do smartphone com comandos de voz. Isso permite também que você interaja com apps por meio do assistente. A ideia é que você possa simplesmente pedir para o Bixby chamar um Uber para você e em alguns instantes o carro estará na sua porta. Não precisa abrir aplicativo nenhum para isso.

Novamente: o evento acontece nesta quarta-feira, 29 de março, às 12h no horário de Brasília. O Olhar Digital estará no local com informações sobre o lançamento e acompanhará a apresentação ao vivo no nosso site. Até lá!