EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Ao que tudo indica, o Galaxy S8 cumpriu sua missão de fazer com que o público esquecesse do fiasco do Galaxy Note 7. A imprensa coreana noticia um recorde de reservas do smartphone no país, com 550 mil unidades vendidas em apenas dois dias na etapa de pré-venda.

O recorde anterior para a Samsung era do próprio Galaxy Note 7, que havia alcançado 400 mil unidades reservadas. Além disso, o Galaxy S7 só havia chegado a 100 mil celulares reservados, provando que o interesse pelo novo smartphone da Samsung disparou em comparação com a demanda vista em 2016.

publicidade

Uma possível explicação para o sucesso do S8 pode ser justamente o fracasso do Note 7. Os fãs do phablet da Samsung, forçados a devolver seu celular por risco de incêndio, podem ter ficado mais ansiosos pelo que a empresa traria de novidade em 2017. A alta demanda pode incluir dois públicos diferentes: aqueles que trocariam seu celular do S7 para o S8 e aqueles que trocaram seu Note 5 pelo S8.

Não chega a ser surpresa que o Galaxy S8 tenha atraído o público. Todas as análises preliminares são altamente positivas, e o Olhar Digital teve a oportunidade de testar brevemente o aparelho no evento de lançamento. Foi o suficiente para sairmos impressionados.

Vale observar, no entanto, que a Coreia do Sul é o país de origem da Samsung, onde estão seus fãs mais leais. Será interessante ver se a alta demanda verificada no país vai se repetir em outras regiões, onde a competição já é mais dura. Até o momento, não há números referentes a outras partes do mundo.

[TechnoBuffalo, BusinessKorea]

publicidade