O Facebook aposentou mais um de seus aplicativos experimentais que você provavelmente nem conhecia. Trata-se do Lifestage, uma tentativa de clone do WhatsApp voltado para adolescentes e que chegava a proibir pessoas maiores de 21 anos de se cadastrarem.

O Lifestage foi removido da App Store ainda no dia 4 de agosto, como a empresa confirmou ao Business Insider. Antes disso, porém, o app havia passado vários meses sem receber atualizações e nunca fez sucesso.

publicidade

O aplicativo retomava uma ideia antiga do Facebook, que visava se transformar em uma ferramenta para que estudantes pudessem se conectar com colegas de classe. Ao contrário do Facebook original, criado para universitários, o Lifestage visava estudantes do high school, o equivalente ao ensino médio nos EUA.

A ferramenta não permitia a troca de mensagens em um sentido mais tradicional. Ele apenas permitia o envio de fotos e vídeos para que os colegas do usuário pudessem assistir.

Apesar de o aplicativo, lançado em 2016, ter sido um fracasso, registrando entre 1.000 e 5.000 downloads em seu tempo de vida (ao menos no Android), o Facebook acredita que ele tenha trazido um aprendizado importante. Os comentários e opiniões sobre o Lifestage ajudaram a moldar os outros clones de Snapchat da companhia, integrados ao Instagram, ao Messenger, ao WhatsApp e à própria rede social.