Seu próximo smartphone Android talvez conte com um sistema robusto de reconhecimento facial e também com sensor de profundidade. A Qualcomm anunciou novas tecnologias que vão ser incorporadas aos futuros processadores Snapdragon e oferecem novos poderes para dispositivos móveis.

A Qualcomm detalhou alguns novos recursos do programa Spectra Module Program, que desde o ano passado vem introduzindo novas tecnologias nos smartphones com processadores da empresa, como as câmeras duplas dos aparelhos de hoje. Para o futuro, duas novas funcionalidades podem alterar a forma como usamos o smartphone: o reconhecimento facial avançado e o sensor de profundidade.

publicidade

O sensor de profundidade vem em dois módulos: tanto um sensor ativo quanto um passivo. O passivo usa as duas lentes da câmera para fazer o smartphone comparar duas imagens e criar uma imagem com profundidade, enquanto o ativo é mais interessante e usa raios infravermelhos para determinar distorções em um padrão de imagem, e, assim, oferecer profundidade mais precisa do que o sistema passivo consegue fazer.

Já o reconhecimento de íris é bastante parecido com o introduzido pela Samsung na linha Galaxy S8, e permite, por exemplo, desbloquear o smartphone usando apenas os olhos.

A Qualcomm não anunciou nenhum produto final com as novas tecnologias, mas a expectativa é que os recursos comecem a aparecer nos Android topo de linha do ano que vem com processadores Snapdragon.