EnglishPortugueseSpanish

A Apple é conhecida por seus preços altos, e a fama é justificável. A empresa jamais lançou um produto mirando o consumidor de baixa renda e provavelmente jamais vai lançar. O que pouca gente nota é como os concorrentes muitas vezes acabam superando a empresa da maçã em preços de celular, com o mais recente exemplo sendo o Galaxy Note 8.

Sabendo do alto custo do dispositivo, a Samsung sequer chegou a mencionar o valor no palco durante a apresentação. A confirmação veio apenas depois, por meio de comunicado: o preço base do modelo é US$ 930 pela versão de 64 GB.

publicidade

A comparação com a Apple é inevitável. A Samsung conseguiu lançar um celular que quase iguala o preço do iPhone 7 Plus mais caro, com 256 GB de armazenamento. Este modelo, nos Estados Unidos, é vendido desbloqueado pelo preço de US$ 970. Assim, o Note 8 é mais caro também que todas as versões do iPhone 7 e duas edições do Plus.

Com o lançamento, a Samsung também supera em preço todos os outros smartphones Android “mainstream”, desenvolvidos pelas grandes marcas, o que obviamente exclui modelos de luxo como o Alpha-One da Lamborghini.

É pouco provável que a Apple permita à Samsung ostentar essa marca de celular mais caro por muito tempo. Tudo indica que além do iPhone 7s e do 7s Plus, a empresa introduzirá um novo modelo de iPhone, que tem sido chamado de iPhone 8 (mas pode ser lançado com outro nome). É esperado que este terceiro celular rompa a marca dos US$ 1.000 de preço, deixando o Note 8 comendo poeira.