EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Netflix revelou hoje, pela primeira vez, quantas pessoas assistem de fato ao seu serviço de streaming. E durante a mesma entrevista, concedida ao Business Insider, o executivo da empresa Todd Yellin falou sobre como o serviço de streaming se preparou para o lançamento global de “Stranger Things 2” – que estreia hoje. Segundo ele, foram necessárias diversas medidas para garantir que a série tivesse o mesmo impacto para todos os espectadores.

Um exemplo disso é a palavra “Demogorgon”, o nome do principal monstro da primeira temporada. O nome é inventado pelas crianças com base no jogo de RPG “Dungeons and Dragons” que elas jogam. Como a ideia era que o nome do monstro da série fosse igual ao nome do monstro de um jogo que existe no mundo real, os tradutores precisaram pesquisar como o “Dungeons and Dragons” foi traduzido em cada língua na qual a série foi lançada, para usar a palavra certa.

publicidade

Não foi só isso. Os personagens da série também gostam muito de Eggos, um doce que era comum nos EUA naquela época e que já é vendido em alguns outros países. Nesse caso, a Netflix precisou pesquisar o nome dado aos Eggos em cada país no qual o doce é vendido.

A imagem certa para você

Outra questão difícil é escolher qual thumbnail – aquela imagem pequena que ilustra a série no catálogo da Netflix – mostrar para cada usuário. A empresa já tinha dado alguns detalhes sobre como faz isso, mas revelou agora que divide seus usuários em mais de 2.000 “comunidades de gosto”. A imagem que aparece para você é escolhida de acordo com a “comunidade de gosto” à qual o serviço acredita que você pertence.

A empresa chegou a oferecer alguns exemplos das imagens usadas para cada uma dessas comunidades. A ideia é que se você é uma pessoa que assiste principalmente a documentários, verá uma dessas imagens; se você assiste mais a filmes de ação, verá outra; e se preferir filmes de ficção científica, verá ainda outra. Abaixo, é possível ver alguns dos exemplos:

publicidade

Reprodução

Finalmente, a empresa também revelou que, embora “Stranger Things” tenha feito sucesso no mundo todo, houve um local no qual ela teve destaque ainda maior: no Canadá. Foi lá, segundo a empresa, que as pessoas “maratonaram” de maneira mais intensa a primeira temporada.