EnglishPortugueseSpanish

O FBI fechou o cerco contra um hacker, acusado de ser autor do ataque que vazou várias informações sigilosas da HBO, incluindo episódios inteiros não exibidos de seriados e roteiros de “Game of Thrones”. O rapaz de 29 anos é acusado de ter laços com o Exército do Irã.

Em pronunciamento nesta terça-feira, 21, o FBI anunciou que indiciará o iraniano Behzad Mesri, que teria agido como mercenário em ataques direcionados a mando do governo do Irã, mirando sistemas militares, sistemas nucleares e infraestrutura de Israel. No entanto, o documento não diz que o ataque à HBO tem ligação com o governo iraniano.

publicidade

Segundo a acusação, Mesri agia sob o pseudônimo de “Skote Vahshat” e operava como parte de um grupo chamado “Turk Black Hat Security Team”, com o qual atacou e desfigurou centenas de sites por todo o mundo.

O FBI ainda não conseguiu prender o hacker, mas já emitiu um pôster de “Procurado”, com o alerta de que ele não tem permissão para sair do Irã; qualquer tentativa de deixar o país deverá fazer com que ele seja extraditado para os EUA, onde responderá às acusações de cibercrime.

Reprodução

Com o ataque à HBO, Mesri, ao que tudo indica, agia apenas pelo dinheiro. Ele contatou a empresa exigindo US$ 5,5 milhões em bitcoins para não divulgar material inédito de séries da companhia. Rumores na época apontavam que a empresa chegou a oferecer US$ 250 mil como uma “recompensa” por alertar sobre uma brecha de segurança nos sistemas, mas o pagamento nunca foi adiante. Sem receber o que desejava, Mesri aumentou o tom da ameaça e exigiu US$ 6 milhões, ou HDs da empresa seriam apagados, eliminando volumes gigantescos de dados internos.

publicidade