O iPhone X mal chegou ao mercado e os rumores para os seus sucessores já estão quentes. De acordo com analistas, a Apple pode apresentar um telefone intermediário com tela de 6,1 polegadas para atacar um dos pontos mais polêmicos do top de linha atual: o preço. Para isso, o novo aparelho abandonaria algumas funções, como o 3D Touch, para chegar a um custo entre US$ 700 e US$ 800.

As suspostas informações sobre os novos iPhone foram reveladas pelo analista da KGI Securities Ming-Chi Kuo e publicadas pelo MacRumors. De acordo com os rumores, a Apple pretende lançar três modelos em 2018: dois tops de linha, com 6,5 e 5,8 polegadas, e um modelo mais barato, com 6,1 polegadas. Este último dispositivo traria mudanças no design e uma ficha técnica mais simples.

publicidade

O modelo intermediário contaria com uma tela de 6,1 polegadas sem bordas tal qual do iPhone X, mas com um painel LCD no lugar do OLED. Além disso, a Apple abriria mão da tecnologia de pressão 3D Touch, presente em todos os modelos desde o iPhone 6S, com exceção do SE. Outra mudança seria o corpo feito apenas de alumínio, o que também cortaria a recarga sem fio do dispositivo.

O iPhone intermediário também abriria mão da câmera dupla na parte traseira, embora o reconhecimento facial Face ID da câmera frontal deva ser mantido. No interior do telefone, a Apple pode usar uma placa lógica menos eficiente do que a do iPhone X e uma bateria retangular e menor. Por fim, o telefone teria 3G de memória RAM, um a menos do que os demais lançamentos.

Mesmo com tantos cortes, o telefone mais simples da Apple em 2018 teria um preço entre US$ 700 e US$ 800 (entre R$ 2.270 e R$ 2.590), bem acima de um intermediário Android. Por outro lado, o objetivo da empresa deve ser posicionar o modelo como um substituto para o iPhone 8, que é o telefone mais simples e barato da marca em 2017. Já os verdadeiros sucessores do iPhone X seriam as versões com 5,8 e 6,1 polegadas.