EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O iPhone 8 pode ter tido a sua produção suspensa por duas semanas em uma das suas montadoras na Ásia. Relatos indicam que a Apple optou pela medida extrema após descobrir que componentes não autorizados estariam sendo usados na fabricação do aparelho. O escândalo poderia levantar dúvidas quanto à qualidade das peças do smartphone.

De acordo com os relatos, os componentes que levaram à suspensão da produção do iPhone 8 seriam relacionados à proteção contra água. A Wistron, montadora localizada na China, teria usado peças vindas de fontes não certificadas pela Apple. Diante disso, a fabricante dos smartphones teria decidido interromper a montagem para investigar a suspeita, conforme publicou o site BGR.

publicidade

Em resposta às acusações, a Wistron emitiu um comunicado dizendo que não houve “uma suspensão de duas semanas na produção e que as operações continuam completamente normais”. No entanto, a nota não é clara quanto a interrupções menores na fabricação do iPhone 8. De acordo com o jornal chinês Commercial Times, diversos executivos de médio e alto escalão teriam sido penalizados na tentativa de reconquistar a confiança da Apple.

Apesar da suspensão da produção do iPhone 8 em uma das suas fábricas, o fato não deve ter um impacto muito grande nos estoques do telefone no mundo. Afinal, a maior parceira da Apple na fabricação dos telefones continua sendo a Foxconn, que não enfrenta as mesmas acusações. No entanto, o maior impacto para a companhia da maçã poderia ser a confiabilidade na qualidade dos seus produtos.