EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O excêntrico bilionário John McAfee está oferecendo US$ 100 mil (cerca de R$ R$ 370 mil) a quem conseguir hackear sua carteira digital Bitfi. Segundo o empresário, o desafio tem como objetivo acabar com o mito de que “tudo pode ser hackeado”. Para ganhar, os interessados terão que roubar todas as moedas virtuais armazenadas no dispositivo.

Anunciada em junho, a Bitfi é um dispositivo similar a um smartphone feito para armazenar criptomoedas com segurança. Segundo a empresa, trata-se do “primeiro e único dispositivo impossível de hacker do mundo”. Para colocar esse título nada modesto à prova, o próprio John McAfee resolveu desafiar seus seguidores no Twitter.

publicidade

“Para todos os ‘negadores’ que dizem que ‘nada é impossível de ser hackeado’ e para quem não acredita que a minha carteira Bitfi é o primeiro dispositivo inviolável do mundo, uma recomeça de US$ 100 mil será dado a quem conseguir invadi-lo”, publicou o empresário na rede social.

Para participar, o pretendente terá que comprar uma carteira Bitfi por US$ 120 (R$ 445) com adicional equivalente a US$ 50 (R$ 185) em criptomoedas pré-carregado no dispositivo. Apenas quem invadir e roubar todo o valor do equipamento será elegível ao prêmio de US$ 100 mil. Ou seja, quem roubar parte das moedas não será recompensado.

De acordo com a própria Bitfi, o objetivo do desafio não é encontrar nenhuma vulnerabilidade no aparelho, já que a empresa acredita que este não pode ser invadido. No entanto, a empresa disse que os desafiantes deverão tornar toda a tentativa de invasão pública para que a comunidade siga todo o processo.

publicidade