EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A linguagem PHP é muito popular para o desenvolvimento de páginas na internet. Fazer a configuração de um servidor para se aventurar nela, entretanto, pode ser uma tarefa complicada para iniciantes. A seguir, confira algumas ferramentas que ajudam a desenvolver um servidor PHP simples.

Além da criação do servidor, as opções apresentadas abaixo já trazem um banco de dados pronto para uso e outros complementos. Outras ferramentas que contribuem para programar nesta linguagem também serão apresentadas ao fim do tutorial.

publicidade

Instalação do XAMPP

Para a configuração do servidor, a ferramenta a ser utilizada é o XAMPP. Ao instalá-la, ela vem com outros componentes que seriam difíceis de serem configurados manualmente. Siga estes passos para instalá-la:

  1. Acesse este link e selecione uma das versões para download. A diferença entre elas fica na versão do PHP incluso no pacote;

    Reprodução

  2. Após o download, execute o arquivo baixado como administrador;

    Reprodução

  3. Ao prosseguir a instalação do programa, decida quais ferramentas devem ser instaladas. Caso queira ficar apenas com o pacote essencial, mantenha marcado as opções: Apache, MySQL, PHP e phpMyAdmin;

    Reprodução

  4. Defina uma pasta de fácil acesso para o programa ser instalado. Ela será necessária mais tarde;

    Reprodução

  5. Desmarque a opção “Learn more about Bitnami for XAMPP”. Estes detalhes podem ser vistos depois;

    Reprodução

  6. Prossiga com a instalação até o fim. Caso apareça alguma mensagem referente ao firewall do Windows, conceda a permissão para o acesso à rede.

Se você enfrentar problemas para utilizar o XAMPP, verifique o nível do UAC do Windows, que serve para definir o nível de privilégio dos usuários. Para o programa funcionar corretamente em casos que o UAC está ativo, é necessário executar o XAMPP como administrador.

Configuração dos serviços

publicidade

Agora que o XAMPP já está instalado, é necessário entender como fazê-lo funcionar. Veja:

  1. Ao abri-lo pela primeira vez, defina “Inglês” como o idioma e clique em “Save”;
  2. Na tela inicial, você verá a lista de serviços. Clique no ícone representado por um “X” ao lado deles para finalizar a instalação;

    Reprodução

  3. Com eles agora instalados, você pode clicar em “Start” para iniciar sua execução.

Após ter iniciado um serviço, através da opção “Admin” será possível realizar algumas configurações, além de verificar em qual endereço ela está rodando. No exemplo abaixo, é possível ver o PHP rodando no Apache pelo endereço: https://localhost.

Reprodução

Como pode ser notado, a barra de endereços não mostra a porta utilizada pelo serviço, mas caso você venha a precisar dela, a porta padrão utilizada no Apache pelo XAMPP é a 80. Isto pode ser mudado no programa pela opção “Config”, mas requer alguns conhecimentos dos arquivos de configurações do Apache.

Salvando os sites no XAMPP

Para que você possa executar um site feito com a linguagem PHP no XAMP, é necessário que os arquivos dele sejam colocados na pasta que é lida pelo programa. Ela fica localizada dentro do diretório do XAMPP com o nome “htdocs”.

Para fins de organização, a sugestão é que você crie sub-pastas para os sites que desenvolver. Lembre-se que como em outros servidores, a página padrão a ser procurada pelo servidor é a “index.php”.

Reprodução

Sendo assim, no navegador de sua escolha, basta acessar o endereço: https://localhost/nomedapasta

Mais add-ons

O PHP também é popular por ser a linguagem adotada em algumas plataformas famosas como o WordPress, Joomla e outros. Se o projeto que você está planejando fazer envolve o uso delas, o XAMPP possui um sistema de add-ons que facilita a sua instalação.

Reprodução

Ferramentas ideais para se trabalhar com PHP

É verdade que até mesmo o bloco de notas do Windows pode ser utilizado para criar uma página utilizando o PHP. Entretanto, para ver melhor o código das páginas e suas sintaxes recomenda-se o uso de algum programa como o Notepad++.

Caso você precisa desenvolver um site mais complexo, que utilizará mais funções da linguagem, o uso do Notepad ++ deixa de ser uma boa opção. Assim, a melhor solução é optar por alguma IDE com suporte ao PHP, como a Netbeans, por exemplo.