EnglishPortugueseSpanish

A Microsoft tinha anunciado para 14 de janeiro de 2020 o fim do suporte ao Windows 7, mas a empresa vai deixar quem quiser continuar recebendo atualizações de segurança para o sistema operacional depois disso feliz, contanto que a pessoa esteja disposta a pagar por isso.

Em um post em seu blog oficial, a Microsoft afirmou que vai ampliar o suporte ao Windows 7 até 2023 para usuários que pagarem pelo tempo extra. O valor cobrado pela continuidade do suporte vai aumentar a cada ano, mas a empresa não detalhou quanto o serviço vai custar.

publicidade

Lançado em 2009, o Windows 7 já recebeu dois sucessores: o Windows 8, lançado em 2012, não foi muito bem aceito pelo público em geral, o que fez com que muitos usuários ficassem apreensivos de atualizar o sistema operacional para a versão 10, lançada em 2015. Assim, muitos usuários – especialmente empresas – ainda usam a plataforma lançada no fim da década passada.

Para essas pessoas, portanto, a Microsoft vai cobrar um preço para que tudo fique do jeito que está – ninguém vai ser obrigado a migrar para o Windows 10 só pelo fim do suporte. E, para algumas empresas, é possível que pagar para continuar recebendo updates ainda saia mais barato do que atualizar todas as máquinas para um novo sistema operacional.