Desde que a Microsoft anunciou que não produziria mais celulares com Windows 10 Mobile, existe uma expectativa entre os fãs de que a empresa surgiria com algo novo: o lendário Surface Phone, que já foi ventilado zilhões de vezes e nunca se concretizou. No entanto, ao menos agora já sabemos que a empresa não desistiu de criar um Surface “de bolso”.

Em entrevista com o site The Verge, Panos Panay, chefe da divisão de Surface na Microsoft, falou abertamente sobre a possibilidade e a vontade de criar um Surface de bolso, mas com uma ressalva: a empresa precisa encontrar um propósito claro para esse produto antes de comercializá-lo.

publicidade

“É o meu bebê”, disse Panay quando questionado se a empresa tem o interesse em desenvolver um Surface de bolso. “Nós vamos inventar e vamos criar quando os produtos estiverem certos. Não podemos trazer novas categorias para o mundo e não ser algo do qual os consumidores precisam”, completa ele, explicando que a empresa até tem o interesse, mas não sabe exatamente como vendê-lo.

Sabe-se que a ideia da Microsoft é ir bastante além do formato do smartphone convencional, porque esse é um mercado já saturado e que já rejeitou de forma clara e firme as propostas da empresa. Panay, no passado, já havia revelado que a Microsoft desenvolveu um Surface de 7 polegadas que se dobrava como um caderno Moleskine, que acabou cancelado. Além disso, há dois anos se sabe que a empresa desenvolve um aparelho chamado Andromeda, que teria duas telas, mas até agora nenhum sinal de lançamento. A proposta destes aparelhos é clara: ser um PC de bolso, com capacidades similares ao Windows para desktops, mas em um formato menor.

Quando questionando mais a fundo sobre a possibilidade de a Microsoft finalmente encontrar o ponto certo para lançar um Surface de bolso, Panay foi evasivo. “Eu acho que existem vários formatos novos que estão vindo no futuro”, afirmou o executivo.