EnglishPortugueseSpanish

Essa definitivamente não foi uma boa semana para a Apple. Depois de compartilhar em carta aberta que as vendas dos novos iPhone estão muito abaixo das expectativas da empresa, a Qualcomm acaba de enterrar a Maçã um pouco mais. A fabricante dos processadores Snapdragon fez o depósito de 1,34 bilhões de euros para garantir que a Apple parasse de vender os iPhone 7 e iPhone 8 na Alemanha.

No dia 20 de dezembro, o Tribunal de Justiça de Munique ordenou o bloqueio das vendas dos dois aparelhos no país devido a uma quebra de patente da Qualcomm. Na ocasião, a justiça determinou que, para o banimento da venda dos iPhone ter início imediato, a Qualcomm precisaria realizar um depósito de segurança. Este depósito foi feito na última quinta-feira (03) e, a partir de agora, a Apple não poderá mais vender os modelos no país.

publicidade

Em contato com um dos funcionários da Apple em Berlim, me foi dito que a empresa pediu foco total nos iPhone XR, iPhone XS e iPhone XS Max. Além disso, as lojas devem continuar oferecendo o serviço de suporte para os modelos iPhone 7 e iPhone 8, pelo menos na capital.

Mais cedo, a Apple afirmou que vai parar de vender os dispositivos nas suas 15 lojas distribuídas pelo país, mas que irá apelar contra a decisão. Assim, segundo a Apple, as lojas parceiras da empresa continuariam aptas a vendendo os dispositivos normalmente.

Contudo, em um comunicado oficial publicado pela Qualcomm ontem (03), a gigante de Cupertino deveria parar qualquer tipo de venda destes aparelhos, inclusive àquelas envolvendo suas parceiras: “A Apple foi ordenada a cessar a venda, a oferta de venda e a importação para venda de todos os iPhones infratores na Alemanha. A Corte também ordenou que a Apple retire os iPhones infratores de revendedores terceirizados na Alemanha.”

Logo, como podemos perceber, essa novela ainda contará com novos capítulos nos próximos dias, visto que qualquer pessoas poderá buscar pelos aparelhos em revendedores terceirizados a qualquer momento.

Sobre a infração de patente

A Apple está sendo acusada de fazer uso de uma tecnologia de economia de energia, criada pela Qualcomm, e que foi utilizada pela fabricante de chips Qorvo, que forneceu peças para a construção dos modelos 7 e 8 do iPhone. A princípio, a Qorvo teria desrespeitado as patentes da Qualcomm em seus produtos.

Via: Telecoms