EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Apple deve finalmente parar de lançar iPhones com telas LCD em 2020. De acordo com o Wall Street Journal, o sucessor do iPhone XR deve ser o último top de linha lançado com um display de cristal líquido. No lugar, a expectativa é que a companhia faça a migração para painéis OLED similares aos presentes no iPhone X e XS.

Segundo o jornal norte-americano, a “pá de cal” nos displays LCD para a Apple teriam sido as vendas abaixo do esperado do iPhone XR. A tecnologia tem sido usada desde a primeira geração do smartphone, recebendo melhorias pontuais de cores e resolução. Entretanto, este tipo de painel caiu em desuso e a Apple parece adotar novos padrões do mercado.

publicidade

Inicialmente, a expectativa é que a mudança para o OLED ofereça melhor qualidade de cores, sobretudo o preto, graças à eliminação da camada emissora de luz do LCD. Além disso, essa substituição também deve favorecer a autonomia de bateria dos modelos. Por fim, a tendência é que os aparelhos ganhem novos designs, tendo em vista a flexibilidade do OLED.

De acordo com a publicação do 9to5Mac, a expectativa é que os iPhones de 2020 sofram uma mudança radical no design em relação aos atuais. A empresa estaria estudando o lançamento de aparelhos que reconheçam gestos no ar e que sejam curvados como o clássico “banana-phone” da Nokia. Enquanto isso, a expectativa é que os iPhones de 2019, incluindo o modelo com LCD, sejam mais uma atualização incremental em relação aos iPhone XR, XS e XS Max.

Além das telas de OLED, a Apple também estaria experimentando painéis de MicroLED para o uso em smartphones. No entanto, a tecnologia ainda se encontra em desenvolvimento e pode demorar alguns anos até ser utilizada. Inclusive, a grade rival Samsung também trabalha neste tipo de painel, tendo apresentado TVs modulares na CES 2019 no início do mês.

publicidade