EnglishPortugueseSpanish
publicidade

É possível que The Office, aquele mockumentary (formato de filme, geralmente humorístico, que simula características de documentário) de 2005 que revolucionou o formato das séries de comédia, seja agora mais popular do que era em sua estreia.

Tudo graças ao Netflix, que mantém as aventuras de Michael Scott e seus funcionários da Dunder Mifflin a um clique de novos públicos e fãs da série. Mas nada é para sempre, nem os megahits de streaming baratos.

publicidade

A NBCUniversal também quer um pedaço de bolo: a empresa planeja lançar seu novo serviço de streaming em 2020. E The Office é da NBC. Logicamente, a rede está interessada em ter a série em sua plataforma, mas eles disseram que, dependendo do caso, não precisarão de exclusividade.

E considerando que a Netflix não anda nada tímida quando se trata de assinar cheques, a NBC já disse que está disposta a conceder os direitos de emissão de The Office. Por quanto?

Ainda mais caro que Friends: Recentemente, a Netflix pagou pelos direitos da série entre 80 e 100 milhões de dólares apenas para poder mantê-la em 2019. E embora a plataforma não ofereça números oficiais, os números da consultoria independente Jumpshot mostram que para continuar a ter The Office em seu acervo, a Netfkix estaria disposta a desembolsar valores  ainda mais superlativos: 160 milhões de dólares.

-> Netflix: história, preços e como usar o serviço de streaming de vídeo

publicidade

Segundo a Jumpshot, Friends representa 4,19% da audiência total da plataforma. Já The Office representa 7,19%, o mais visto entre todos os disponíveis. Mas há uma razão pela qual é difícil investir 160 milhões de dólares: Friends tem mais interessados e, The Office, por enquanto, não.

De acordo com o Jumpshot, as 50 séries mais vistas da Netflix respondem por 42% do total de visitas na plataforma. Das 20 melhores séries, 13 são da Disney, Fox, Warner ou da NBC Universal. Todos com serviços de streaming próprios anunciados. Isto significa que custará muito mais manter os direitos de emissão destas séries, ou então, elas desaparecerão da Netflix.

The Office 2: se você não pode comprá-lo, copie-o 

Ainda sem data de lançamento, a Netflix já está produzindo Space Force, a nova série de comédia de Greg Daniels (co-criador de The Office), estrelado por Steve Carell (estrela de The Office) sobre as pessoas que trabalham em uma agência de serviços secretos.