EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A maioria das empresas especializadas na produção de smartphones teve ou terá queda de rendimentos na venda de aparelhos ao final do ano fiscal de 2018, que termina este mês. Contudo, nadando contra a corrente, aparece a Xiaomi.

No ano passado, a fabricante chinesa apresentou um surpreendente crescimento de 118,1% em receita internacional, isso representa um aumento total de 52,6% em relação a 2017. Esse crescimento equivale a 174,9 bilhões de yuan, cerca de 26 bilhões de dólares.

publicidade

Não é difícil enchergar como a Xiaomi chegou a este resultado, pois sucesso recentes da empresa com modelos como o Pocophone F1 têm sido visto em muitos países. Estima-se que 700 mil unidades foram vendidas em pouco mais de três meses.

Além disso, o crescimento da empresa não se deve apenas ao aumento no volume de venda de smartphones, mas também ao aumento de preços dos mesmos. Ao total foram 112,7 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.

A Xiaomi já declarou sua estratégia para ganhar mais mercado em 2019: levar oficialmente seus produtos para mais países. Outra aposta é o investimento na tecnologia 5G, porém, resta saber se o interesse do consumidor nessa nova tecnologia será suficiente para elevar as vendas da companhia.

Via: Android Police

publicidade