EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Até hoje a NASA só tripulou a superfície marciana com robôs terrestres, chamados de rover – os gêmeos que partiram, Spirit e Opportunity, e seu mais recente, Curiosity. Mas, agora tudo indica que isso irá mudar e teremos um robô alado passeando por lá. O helicóptero criado pela agência espacial provou nos testes que pode voar sob as condições da atmosfera de Marte. Chamado de Mars Helicopter, a aeronave de 1,8 kg deve ser lançada em 2020 com o próximo rover –  que ainda não tem nome.

Alçar voo no planeta vermelho é um desafio. A atmosfera de Marte é muito mais fina que a da Terra, e o planeta tem quedas de temperaturas abruptas, que podem destruir um sistema elétrico sensível. Para garantir que o helicóptero possa lidar com essas condições, a NASA submeteu-o a uma série de testes rigorosos.

publicidade

A equipe de pesquisa usou a Space Simulator do JPL (Jet Propulsion Lab – o famoso Laboratório de Propulsão de Jatos da Nasa): trata-se de uma câmara de vácuo com metade do tamanho de um ônibus escolar, onde foi possível criar uma atmosfera similar à de Marte. O Mars Helicopter atingiu uma altura de apenas 2 polegadas (aproximadamente 5 centímetros) do chão, mas isso foi o suficiente para confirmar que ele será capaz de fazer o seu trabalho quando chegar a Marte. Um segundo teste teve o helicóptero no ar durante um minuto inteiro. 

“Da próxima vez que voarmos, voaremos em Marte”, disse MiMi Aung, gerente de projeto da Mars Helicopter, em um comunicado à imprensa.

O helicóptero é movido a energia solar e ainda deve passar por mais alguns testes até que seja lançado. As autoridades da NASA apontaram que, com ele, deve ser mais fácil explorar Marte, já que será possível ter uma vista aérea do terreno. Se a missão for completada com sucesso, é possível que se abra o caminho para frotas de helicópteros maiores e para voos mais ambiciosos com o objetivo de escoltar mais rovers.

 

publicidade

Confira o vídeo dos testes:

 

Via: CNet