No final de semana, Mark Zuckerberg publicou um artigo no jornal Washington Post. O tom do documento chegou a surpreender alguns que pararam na manchete, que dava a entender que Mark Zuckerberg estava defendendo uma maior regulação das mídias sociais por parte dos governos. Mas, essa é apenas uma parte do que dá interpretar do texto do dono do Facebook. É verdade que ele defende que haja mais regulação. Mas, ao mesmo tempo, Mark Zuckerberg quer que essa regulação seja feita nos termos do Facebook – e não necessariamente em termos mais gerais. Ou seja, o Facebook já percebeu que, em função de todos os problemas dos últimos tempos, mais controle por parte de governos em diferentes países do mundo é inevitável. Já que é assim, a empresa está tentando tomar a frente e dizer quais controles o Facebook considera adequados para o seu próprio negócio.

publicidade