EnglishPortugueseSpanish

O número de ataques DDoS — aqueles que derrubam os servidores — aumentou 84% durante o primeiro trimestre deste ano em comparação com o anterior. A informação partiu de um estudo elaborado pela Kaspersky Lab, uma desenvolvedora de softwares de segurança cibernética. O resultado mostra uma reversão da tendência de diminuição desse tipo de ataque notada em 2018.

Além de aumentar em número, os ataques também estão ficando mais longos. Aqueles com duração superior a uma hora dobraram em quantidade. Além disso, sua extensão média cresceu quase cinco vezes. Tais estatísticas confirmam a suspeita dos especialistas da Kaspersky Lab de que os hackers estão evoluindo suas técnicas e agora são capazes de lançar ataques mais longos que, por consequência, são mais difíceis de organizar.

publicidade

“O mercado de ataques DDoS está mudando, e os novos serviços DDoS parecem ter substituído aqueles desativados pelas agências de aplicação da lei”, diz Alexey Kiselev, gerente de desenvolvimento de negócios da equipe de Proteção contra DDoS da Kaspersky. “À medida que as organizações implementam contramedidas básicas, os invasores as atacam de forma mais duradoura. É difícil dizer se o número de ataques continuará a crescer, mas a complexidade deles não mostra sinais de desaceleração. Recomendamos que as organizações se preparem com eficácia, a fim de resistir aos mais sofisticados”.

A desenvolvedora recomenda que as empresas garantam que seus serviços de TI e da Web lidem com altos volumes de tráfego e usem soluções profissionais capazes de protegê-los de ataques DDoS, independentemente de sua complexidade, intensidade ou duração.

Reprodução