EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Mais uma das implicações da guerra EUA x China pode ter afetado a Huawei e o desenvolvimento do 5G. Algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo instruíram seus funcionários a pararem de falar sobre tecnologia e padrões técnicos com os funcionários da fabricante chinesa, segundo informações de profissionais do setor. Isso aconteceu em resposta à recente lista negra da empresa chinesa de tecnologia.

Segundo a Reuters, as fabricantes de chips Intel e Qualcomm, a empresa de pesquisa InterDigital Wireless e a operadora sul-coreano LG Uplus estão entre as empresas que restringiram a comunicação com a Huawei. Tais conversas entre as empresas são parte da rotina de reuniões internacionais em que engenheiros discutem as definições de padrões técnicos para as tecnologias de comunicação, incluindo a próxima geração de redes móveis conhecidas, como é o caso do 5G.

publicidade

Ao serem procuradas para esclarecer a veracidade dessas informações, a Intel e a Qualcomm informaram que forneceram instruções aos seus funcionários, mas não quiseram comentar exatamente quais foram esses direcionamentos. Um porta-voz da InterDigital disse que forneceu orientações aos engenheiros para garantir que a empresa esteja em conformidade com os regulamentos dos EUA.

Por sua vez, a LG Uplus divulgou um comunicado de que não havia uma política formal dentro da empresa sobre limitar conversas com a Huawei. Entretanto, um funcionário disse que eles estão “abstendo-se voluntariamente de interagir com funcionários dessa empresa. As conversas estão restritas a problemas de instalação e manutenção de equipamentos de rede.”

O Departamento de Comércio dos EUA não proibiu o contato entre as empresas e a Huawei. Em 16 de maio, a agência colocou a fabricante de equipamentos de telecomunicação em uma lista negra, impedindo-a de fazer negócios com empresas norte-americanas sem a aprovação do governo e, alguns dias depois, autorizou as empresas a continuar seus negócios com a Huawei até agosto – o que eles acharam necessário para o desenvolvimento do 5G.

Impacto no 5G

publicidade

As novas restrições podem retardar o lançamento do 5G. A tecnologia deve impulsionar tudo, desde transmissões de vídeo em alta velocidade, até carros autônomos. Com o atraso, o desenvolvimento de novas tecnologias também deve sofrer com isso.

Em uma reunião sobre o 5G na Califórnia na semana passada, os envolvidos expressaram certa preocupação de que a cooperação entre engenheiros necessária para conectar reder e telefones em todo o mundo poderia ser vítima do que um participante descreveu como uma “guerra tecnológica” entre Estados Unidos e China.

Ao ser procurada para falar sobre o ocorrido, a Huawei prefereriu não se pronunciar. 

Via: Reuters