No Windows, muitos usuários estão acostumados a visitar o Gerenciador de Tarefas para identificar os programas que mais consomem memória RAM. Agora, se você já se perguntou como exatamente o Windows está gerenciando esse componente, a Microsoft tem uma ferramenta gratuita justamente para isso. Seu nome é RAMMap e sua versão mais recente é de apenas alguns meses atrás. 

O serviço, compatível com o Windows Vista, Windows 7, Windows 8 / 8.1 e Windows 10, é definido como um utilitário de análise avançada de memória física para auxiliar o usuário a entender como o Windows gerencia a RAM. Isso significa que ele oferece respostas para várias dúvidas que você possa ter a respeito do gerenciamento de memória, de como o sistema está alocando a memória física, para quantos dados de arquivo são armazenados no cache ou para quanta RAM é usada pelo kernel e drivers dos seus dispositivos.

publicidade

Reprodução

Sua interface é bastante simples. Ela se parece um pouco com o bom e velho Gerenciador de Tarefas, com diferentes guias, porém oferece mais informações. Por exemplo, a primeira guia pode fornecer um resumo do uso de memória de acordo com os tipos — isso inclui desde o espaço usado ativamente até aquele que está em modo de espera (standby).

Às vezes, alguns programas reservam a memória RAM em grandes quantidades porque precisarão dela em algum momento, mas não estão necessariamente usando-a naquele instante. Isso significa que essa memória não estará disponível para ser utilizada por outros programas em atividade. Com o RAMMap, você pode liberá-la clicando em “Empty” e depois em “Empty Standby List”. Isso pode ser útil quando formos executar um programa que consome muitos recursos, como um game muito pesado ou um software de edição de vídeo.