EnglishPortugueseSpanish

Fusão vai alterar mercado dos EUA

Redação 26 de julho de 2019
publicidade

O departamento de justiça do governo dos Estados Unidos deu sinal verde para uma das maiores fusões do mundo da telefonia dos últimos tempos. Na terra do Tio Sam, quatro grandes operadoras dominam o mercado. A maior é a AT&T, seguida pela Verizon, pela T-Mobile e pela Sprint. Agora, restarão apenas 3 – já que a Sprint e T-Mobile vão se tornar uma empresa única. A proposta de fusão já circulava pelo mercado de lá há pelo menos uns 6 meses – mas o órgão regulador ainda não havia batido o martelo. Agora, o caminho está livre. As empresas dizem que, juntas, terão condições de oferecer serviços muito melhores aos usuários – especialmente agora, com a chegada da tecnologia 5G, que vai exigir grandes investimentos por parte das operadoras.

Há alguns anos, a T-Mobile sacudiu o mercado norte-americano ao flexibilizar os planos de assinatura, e ao acabar com a famosa fidelização – o recurso que as operadoras usam para que você fique preso a elas por vários anos. Recentemente, a mesma T-Mobile havia anunciado que sua rede 5G seria a que se expandiria mais rapidamente porque eles estavam apostando nas faixas de frequência mais intermediárias – que oferecem menos velocidade – mas cobrem áreas maiores – enquanto a Verizon, por exemplo, está apostando nas frequências mais altas – que significam muito mais velocidade, mas também demandam a instalação de muito mais antenas. Muitos críticos da fusão enxergam uma concentração indesejada de mercado. Juntas as empresas atenderão mais de 130 milhões de linhas e prometem cobrir 97% do território norte-americano com o sinal 5G em apenas 3 anos.

publicidade