Pesquisadores da SciPet, empresa que nasceu no Instituto de Computação (IC) da Unicamp, desenvolveram um sistema para gestão animais de estimação a partir de uma plataforma colaborativa que usa inteligência artificial. Batizada de CrowdPet, seu objetivo é auxiliar na busca de animais perdidos em espaços compartilhados com humanos. 

O funcionamento do CrowdPet é simples. Os usuários inserem as informações sobre os animais (foto e características gerais) numa plataforma colaborativa, formando um cadastro geral de pets. O reconhecimento de animais perdidos se dá por meio de inteligência artificial, cruzando as imagens do amigo perdido com os dados inseridos na plataforma. 

publicidade

Os planos para o desenvolvimento e popularização desse sistema possuem três etapas. ‘Lançamos esse primeiro módulo da plataforma, que chamamos de ‘registro animal’ e é voltado para utilização em prefeituras. É uma versão disponível para os agentes de bem-estar animal e de saúde. Com a tecnologia, todo animal que passa por essas clínicas, que têm um grande fluxo, é registrado no sistema por um agente’, aponta Fabio Piva, CEO da SciPet. ‘Depois, temos o módulo da identificação do animal, que ainda está em testes. E, por último, lançaremos o aplicativo para a população que servirá como uma rede social para os animais’, completa.

A CrowdPet funciona na cidade de Jaguariúna, interior do estado de São Paulo, desde setembro de 2018. No entanto, os cadastros de animais só podem ser feitos por funcionários da prefeitura que atuem em áreas relacionadas ao bem-estar e à saúde animal. A previsão é que a solução seja adotada por mais dez novas cidades ainda neste ano. 

Via: Jornal da Unicamp