Franky Zapata, inventor do Flyboard Air, tentará novamente cruzar o Canal da Mancha voando em seu “Hoverboard”. Uma tentativa anterior, realizada na semana passada, fracassou.

A agência de notícias Associated Press informa que Zapata fará a segunda tentativa no domingo, quando tentará fazer o voo de 20 minutos de Sangatte, na França, para a baía de St. Margaret, na costa sul da Inglaterra.

publicidade

Embora a rota seja a mesma, a equipe de Zapata disse que a estação de reabastecimento será diferente desta vez para tentar evitar um acidente semelhante ao ocorrido na semana passada. O Flyboard Air só tem combustível suficiente para voar por cerca de 10 minutos, forçando Zapata a parar para reabastecer no meio da travessia que tem uma média de 20 minutos.

Na última tentativa, a etapa de reabastecimento foi a responsável pelo fracasso da travessia. Isso porque ele não conseguiu atingir a plataforma por uma questão de centímetros, e caiu no Canal. Ele não se feriu.

Desta vez, sua equipe disse que será usado um barco maior para o reabastecimento, localizado em águas francesas. Isso dará a Zapata uma margem maior (e um alvo mais fácil) para pousar e reabastecer antes que o combustível acabe. Anteriormente, as autoridades marítimas da França não haviam autorizado que um barco ficasse parado por tanto tempo, alegando que o Canal é “muito movimentado” e que isso poderia causar um acidente.

Se ele conseguir realizar a travessia, Zapata se tornará o primeiro homem a atravessar o Canal da Mancha em uma prancha a jato. O francês já detém o recorde mundial de voo mais longo de hoverboard que ele conquistou em 2016 com um voo de 2.252 metros ao longo da costa sul da França.

Via: The Verge