A Kaspersky, a empresa de segurança russa fundada em 1997, fechou um acordo com o Centro de Pesquisa e Treinamento de Cosmonautas Gagarin na Rússia. O trabalho conjunto envolverá treinamento especializado para astronautas, bem como para especialistas em TI do centro de treinamento, para educá-los sobre o atual cenário de segurança cibernética.

A empresa russa terá especialistas em segurança da sua equipe global de pesquisa e análise (GReAT) e apresentará aos atuais e futuros astronautas e profissionais do setor e os fundamentos básicos e essenciais da segurança cibernética.

publicidade

Durante o treinamento, os especialistas demonstrarão como o espaço pode ser explorado com segurança e o público aprenderá sobre uma ampla variedade de tópicos, incluindo os diferentes tipos de ameaças cibernéticas existentes na indústria espacial, quais são os objetivos dos cibercriminosos e vários métodos de ciberataques.

O Centro de Pesquisa e Treinamento de Cosmonautas Gagarin, pertencente à Roscosmos, é um centro de treinamento global localizado em Star City, Rússia, que colabora com agências espaciais de diferentes países como os EUA (Nasa), Canadá (CSA), Europa (ESA), Japão (Jaxa), entre outros. É o centro onde os astronautas completam seu treinamento e realizam seus mais importantes exames finais antes de partirem para a estação espacial internacional.

“Estamos orgulhosos de apoiar este centro, fundado na época em que a exploração espacial começou, e que agora treina astronautas de todo o mundo. Para nós, é muito emocionante participar do progresso científico – o movimento implacável que promove a humanidade”, disse Eugene Kaspersky, CEO da Kaspersky.

O Centro Gagarin tem apoiado a exploração espacial há quase 60 anos. Este centro tem estado na vanguarda das primeiras viagens espaciais e desde então tem monitorado outras conquistas, como o primeiro voo de uma astronauta feminina, a primeira caminhada no espaço e voos regulares para várias estações espaciais.

O centro organiza a seleção, treinamento e exames médicos de astronautas, com uma infraestrutura única que é composta por vários simuladores, incluindo um dos mais fortes equipamentos para testar as reações dos astronautas e sua tolerância às forças de aceleração em um lançamento espacial.

Via: Fayerwayer